Quinta-feira, 30 de Outubro de 2014

Pizza Bolonhesa com Setas

 

C360_2014-10-28-19-52-49-626 - Cópia.jpg

Ingredientes:

Massa para pizza aqui.

 

Para a carne:

Carne picada..............................1 Kg

Molho de tomate.........................250 a 300 ml

Vinho Branco..............................150 dl

Cebola.......................................1 grande

Alho...........................................4 ou 5

Louro.........................................2 ou 3 folhas

Noz Moscada...............................Qb

Pimenta......................................Qb

Sal.............................................Qb

 

Cobertura:

Queijo ralado

Alho picado seco

Orégãos

Pimenta

Sal

 

Preparação:

 

Cogumelos:

Limpam-se os cogumelos, cortam-se aos bocados e reserva-se.

A seguir levam-se os alhos laminados ao lume numa frigideira com o azeite, juntam-se os cogumelos e salteiam-se juntamente com o sal e a pimenta.

 

Carne: (1)

Num tacho leva-se o azeite, a cebola e o alho picados e o louro a refogar 3 ou 4 minutos em lume médio mexendo de vez em quando para não queimar.

A seguir junta-se a carne, tempera-se com o sal, a pimenta e a noz moscada e envolve-se tudo muito bem mexendo de vez em quando durante aproximadamente 5 minutos.

A seguir junta-se a polpa de tomate e o vinho e envolve-se novamente deixando cozinhar por cerca de 10 minutos até apurar o molho e rectificando os temperos se necessário.

(1) - A pizza não leva 1kg de carne (apenas o suficiente para cobrir a massa) mas eu costumo cozinha-la toda e depois guardo a restante para outras refeições.

Os ingredientes usados na confecção da carne também podem variar devendo ser ajustados ao gosto pessoal de cada um.

 

Montagem:

Estica-se a massa e pica-se com um garfo.

Com as costas de uma colher de sopa espalha-se a polpa de tomate e salpica-se com o alho seco e os orégãos.

A seguir escorre-se a carne e espalha-se sobre a massa.

Depois juntam-se as setas, cobre-se tudo com o queijo ralado e vai ao forno pré aquecido a 180º durante 10-15 minutos ou até o queijo derreter e ficar lourinho.

 

C360_2014-10-28-19-31-41-741.jpg

C360_2014-10-28-19-52-45-641.jpg

C360_2014-10-28-19-52-32-429.jpg

Também fica bem se juntar-mos uns ovos crus, polvilhados com sal, pimenta e orégãos, por cima do queijo a meio da cozedura.

O pessoal cá em casa não achou piada á ideia dos ovos mas depois arrependeu-se...paciência, fica para a próxima!!!

Quanto á receita foi aprovada por maioria com três votos a favor e uma abstenção!!!

 

 

publicado por Alex às 20:12
link | comentar | favorito
Domingo, 26 de Outubro de 2014

Setas & Míscaros

Desde sempre que os cogumelos são consumidos pelos seres deste planeta, humanos incluídos.

E deste os primórdios da humanidade que o Homem se apercebeu que nem todos os cogumelos são iguais e que nem todos são indicados para a alimentação humana.

Assim após séculos de experiências, nem sempre bem sucedidas, foi-se fazendo uma espécie de seleção natural que foi sendo transmitida de geração em geração através dos tempos.

Ainda assim todo o cuidado é pouco e por isso só devemos colher aqueles que conhecemos muito bem e em caso de dúvida o melhor é deixa-los sossegados.

 

Este foi o resultado de duas horas e meia de prospecção no mato!!!

C360_2014-10-25-12-39-39-740.jpg

C360_2014-10-25-12-39-50-705.jpg

C360_2014-10-25-12-40-16-909.jpg

Vamos ver no que é que dá no tacho...

E lembrem-se, todos os cogumelos são comestíveis, alguns...só uma vez...

 

 

 

publicado por Alex às 20:43
link | comentar | favorito

Raclette

C360_2014-10-26-12-56-56-501 - Cópia.jpg

O nome de Raclette provém do verbo francês “racler”, que significa “raspar”, e é relativamente recente, apesar de este queijo ser produzido em Valais, na Suíça, há já muitos séculos e apesar de existir, pelo menos, desde o século XVI, a designação raclette só surgiu em 1909, numa exposição em Valais.
Antigamente, os agricultores consumiam este queijo nas festas familiares, fundindo-o no fogo do lar. Foram provavelmente os lenhadores, sempre expostos a baixas temperaturas, os primeiros a utilizar esta técnica.
Porque, segundo o método tradicional, para fazer uma raclette tem de se cortar o queijo pela metade e estender a superfície cortada paralelamente ao fogo, para depois estender esta camada fundida num prato de raclette acompanhado de batatas e/ou de charcutaria.
Actualmente, qualquer pessoa pode fazer uma raclette em casa de forma rápida e fácil, graças às “máquinas ou fornos de raclette”. aqui

 

Este foi o prato escolhido para o almoço deste domingo!!!

Esta receita tem pouco que saber, mas muito que se lhe diga, para mim tem mais a ver com a apresentação do que com a confecção.

A escolha dos ingredientes fica ao gosto de cada um e depois é tudo uma questão de apreciar a refeição com a família ou amigos.

 

Ingredientes:

Batata...................Cozida

Carne................... A gosto

Queijo..................A gosto

 

Preparação:

Cozer as batatas em água e sal.

Arranjar a carne e grelhar na pedra servindo com o queijo derretido sobre as batatas.

C360_2014-10-26-12-56-56-501.jpg

C360_2014-10-26-13-03-09-765.jpg

C360_2014-10-26-13-30-04-748.jpg

Simples mas muito bom!!!

Para uma refeição mais elaborada e vistosa podemos juntar pimentos, cogumelos, carnes frias (chouriço, presunto...) levemente aquecidas na pedra, entre outros ingredientes, isto porque os olhos também comem.

Os tipos de queijo também devem ser ajustados aos sabores de cada um.

E por último mas não menos importante deve ser acompanhado com TINTO, sempre do melhor!!!

 

 

 

 

 

publicado por Alex às 17:30
link | comentar | favorito
Sexta-feira, 24 de Outubro de 2014

Setas com Ovos Mexidos

17513223_qhI1I[1].jpg

Sábado fomos ás pinhas mas em vez de pinhas trouxemos Setas e Míscaros.

Ao jantar as setas marcharam todas e com os míscaros vou fazer um arrozinho!!!

 

Ingredientes:

Setas

Ovos

Alho

Azeite

Fermento

Sal

Pimenta

 

Preparação:

 

Limpam-se os cogumelos, cortam-se aos bocados e reserva-se.

A seguir levam-se os alhos laminados ao lume numa frigideira com o azeite, juntam-se os cogumelos e salteiam-se juntamente com o sal.

Entretanto batem-se os ovos com a pimenta e o fermento e junta-se tudo na frigideira mexendo sempre até os ovos solidificarem.

Serve-se simples com um copo de vinho tinto!!!

C360_2014-10-25-10-19-02-422.jpg

 C360_2014-10-18-19-54-10-733.jpg

C360_2014-10-18-19-54-27-024.jpg

C360_2014-10-18-19-55-32-361.jpg

C360_2014-10-18-19-58-58-345.jpg

C360_2014-10-18-20-00-59-536.jpg

C360_2014-10-18-20-03-35-093.jpg

 Categoria!!!

 

 

publicado por Alex às 21:24
link | comentar | ver comentários (2) | favorito
Quarta-feira, 22 de Outubro de 2014

Moamba de Galinha

A moamba de galinha é um prato típico da culinária angolana. Constitui um dos pratos mais populares do país. A sua confecção envolve, para além da galinha, óleo de palma, quiabos, gindungo, cebola, abóbora e alho.

A moamba é servida com pirão ou funge, que consiste em farinha de milho ou de mandioca cozida.

Eu prefiro com arroz branco.

 

Ingredientes:

Galinha (usei frango)..........................1 Grande

Abóbora...........................................300 gr

Quiabos...........................................300gr

Alho................................................7 ou 8 dentes

Louro..............................................3 ou 4 folhas

Óleo de Palma (Dem Dem)....................150/200ml

Cebola.............................................3

Jindungo...........................................A gosto

Água...............................................Qb

Sal..................................................Qb

 

Preparação:

Primeiro corta-se o frango em pedaços sem pele e reserva-se.

À parte mistura-se o sal, o louro, o alho e o jindungo (piri piri) com um pouco de óleo de palma.

A seguir tempera-se o frango com esta mistura e deixa-se repousar aproximadamente durante duas horas.

Num tacho refoga-se a cebola e a abóbora com o óleo de palma deixando alourar um pouco .

A seguir junta-se o frango e mexe-se tudo e junta-se um pouco de agua para criar o molho.

Logo que esteja cozido juntam-se os quiabos  e deixa-se apurar.

Rectificam-se os temperos e serve-se acompanhado com arroz branco.

Sabor de Angola!!!

 

 

publicado por Alex às 19:27
link | comentar | favorito
Segunda-feira, 20 de Outubro de 2014

Penne com Roqueforte e Gorgonzola

C360_2014-10-18-13-37-23-808 - Cópia.jpg

Lendas.

Historiadores antigos da cidade de Gorgonzola, província de Milão na Itália  contam que ele “nasceu” por um descuido, já os mais românticos dizem que foi por amor.  Conta-se que um jovem aprendiz de queijeiro deixou de fazer o queijo para encontrar sua amada. Guardou o leite ainda quente nas tinas e o mesmo acidificou, “azedou”. No dia seguinte, para tentar recuperar o leite azedo e escapar da bronca de seu patrão, misturou o leite ácido com o leite ordenhado fresco e ainda quente. Os leites ácido e fresco com temperaturas diferentes ao se misturarem formaram uma coalhada com bolhas de ar por toda superfície. O jovem rapaz imaginando que tinha perdido todo o queijo o deixou escondido nas caves de maturação da queijaria. Dias depois, ao voltar, viu que no espaço formado na massa pelas bolhas de ar havia crescido um fungo azul-esverdeado, e que a massa tinha um sabor inigualável e aroma intenso. Nascia assim então, o queijo gorgonzola! aqui

Nas cercanias, incrustada na rocha, encontra-se a pequena cidade de Roquefort-sur-Soulzon

Certo dia, nos remotos tempos da dominação romana, um pastor, fatigado da ordenha, castigado pelo sol, recolheu-se em uma das grutas do Combalou. A atmosfera era fresca, corria ali um pouco água. Numa pedra depositou seu balde de leite e sobre outra apoiou-se preguiçosamente.

Repousado, resolveu explorar um labirinto - um daqueles vãos por onde corre ar. Surpreso, encontrou outras grutas, muito maiores, de um odor e de um frescor arrebatadores. E nelas se perdeu. Não soube reencontrar seu balde, o que não o incomodou tanto, pois sua descoberta bem valia o leite perdido. Não foi difícil encontrar outra saída para casa.

Dias depois encontrou seu leite. Evidentemente estava coalhado. Mas, sobre ele o vento dos túneis depositara folículos e pólen retirados àquela flora rústica. O conjunto fermentara e o produto era um queijo de agradável sabor, até então desconhecido. Provado, ele fez saltar de contentamento as papilas inadvertidas do nosso pastor.

Tinha nascido o Roquefort. As grutas pouco a pouco se transformaram em centros de produção da nova descoberta. aqui

 

Ingredientes:

Penne ou Macarrão Riscado......................500gr *

Queijo Roquefort ou Blue..........................200gr *

Queijo Gorgonzola....................................200gr *

Noz.........................................................A gosto

Leite.......................................................1 fio generoso

Pimenta..................................................Qb

Noz Moscada...........................................Qb

* As quantidades são meramente indicativas, eu costumo fazer a olho.

Também se podem usar outros tipos de queijo mas cá em casa gostamos do molho forte.

 

Preparação:

Num tacho coze-se a massa com água e sal. Costumo usar penne mas como não tinha usei macarrão riscado.

Enquanto a massa coze leva-se uma frigideira larga ao lume com o queijo previamente cortado em pequenos pedaços para derreter mexendo sempre. Entretanto junta-se o leite, a pimenta e a noz moscada e continua-se a mexer até o queijo derreter.

Quando a massa estiver pronta, al dente, transfere-se para um recipiente, cobre-se com o molho mistura-se tudo e serve-se acompanhado com um punhado de nozes. 

C360_2014-10-18-13-29-37-287.jpg

C360_2014-10-18-13-37-23-808.jpg

C360_2014-10-18-13-38-24-463.jpg

Fica uma delicia.

 

 

publicado por Alex às 20:38
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 16 de Outubro de 2014

Grão com Caril & Cogumelos

C360_2014-10-12-13-24-29-321 - Cópia.jpg

O grão é oriundo da região do Caucaso e do norte da Pérsia (Irão), situando-se os centros de dispersão mais importantes no sudoeste asiático, Mediterrâneo e Etiópia. Trata-se da primeira leguminosa a ser cultivada pelo homem entre o ano 6000 e 7000 a.C. aqui

O "pó-de-caril" é feito à base de pó de açafrão-da-terra, cardamomo, coentro, gengibre, cominho, casca de noz-moscada, cravinho, pimenta e canela. Para além destes ingredientes básicos, outros são incluídos, de acordo com as preferências: alforva, pimenta-de-caiena, cominhos finos, noz-moscada, pimenta-da-jamaica, pimentão e alecrim, entre outros. Existem caris que chegam a levar setenta plantas diferentes. aqui

 

Ingredientes:

Grão cozido.........................para 4/5 pessoas

Cogumelos..........................1 lata

Azeite.................................1 fio

Louro..................................4 ou 5 folhas

Caril...................................1 colheres de sopa

Cebola................................1 grande 

Tomate maduro...................1 ou concentrado de tomate

Alho...................................4 ou 5 dentes 

Gengibre fresco...................1 pedaço - cerca de 3 cm 

Piri piri em pó......................Qb - usei 1 colher  de sobremesa

Pimenta Branca...................Qb - usei 1 colher  de sobremesa

Coentros em pó...................1 colher  de sobremesa

Sal.....................................A gosto

Água..................................Qb
 

Preparação:

Picar a cebola, o tomate, os dentes de alho e o gengibre fresco até formar uma pasta e reservar.

Leva-se ao lume uma panela com o azeite, os cogumelos, o louro, o caril, o piripíri, os coentros, o sal e a pimenta e deixa-se aquecer o azeite para libertar os aromas.

A seguir junta-se a pasta reservada e deixa-se refogar um pouco.

Depois acrescenta-se a água para criar molho, junta-se o grão e deixa-se apurar rectificando os temperos se necessário .C360_2014-10-12-13-25-51-846.jpg

É uma refeição rápida e muito saborosa.

Também serve de acompanhamento para uma carne assada ou podemos juntar mais ingredientes como chocos, lulas, camarão...etc.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por Alex às 19:40
link | comentar | favorito
Sábado, 11 de Outubro de 2014

Sardinha Pilim com Arroz de Feijão

1 - Cópia.jpg

Muito apreciada pelos portugueses, a sardinha é um peixe gordo, saudável e nutritivo, rico em proteína e ómega-3, sendo também uma importante fonte de cálcio.

Selénio, fósforo e vitamina D são outros dos nutrientes que também encontra neste peixe, que além de reduzir o risco de doenças cardiovasculares e de Alzheimer, também ajuda a combater a depressão.

Vários estudos clínicos e epidemiológicos demonstraram que o consumo de ómega-3 oriundos de peixes gordos exercem efeitos benéficos sobre a saúde cardiovascular, contribuindo para uma redução da mortalidade por doenças cardiovasculares, uma vez que reduzem a pressão sanguínea, tal como a presença de triglicéridos no sangue e a formação de coágulos sanguíneos, reduzindo assim o risco de aterosclerose. aqui

 

Ingredientes:

Sardinha

Azeite

Farinha

Sal

 

Preparação:

Primeiro arranjei a sardinha - cortei a cabeça, estripei e lavei.

A seguir temperei-as com sal e reservei durante 30/45 minutos.

Depois passei-as por farinha e fritei em azeite.

C360_2014-10-04-12-51-39-120.jpg

C360_2014-10-04-12-50-58-016.jpg

Servi com arroz de feijão.

C360_2014-10-04-13-04-07-616.jpg

Desapareceram num instante!!!

 

 

 

publicado por Alex às 17:45
link | comentar | favorito
Quinta-feira, 9 de Outubro de 2014

Pimentos Salteados com Alho Porro

C360_2014-09-25-19-49-58-112 - Cópia.jpg

Com tantos pimentos e alho porro na horta decidi usa-los para uma refeição vegetariana!

As quantidades variam conforme o tamanho dos legumes e o gosto de cada um.

Podemos juntar outros ingredientes como por exemplo cebola, cogumelos, alcaparras, etc.

Para um sabor mais exótico podemos usar caril, cúrcuma, cardamomo, gengibre etc.

É só dar largas á imaginação.

 

Ingredientes:  2 pessoas

 

Pimentos...................................2 ou 3

Alho Porro.................................2 ou 3

Alho.........................................3 ou 4

Azeite.......................................1 fio

Malaguetas Picantes...................A gosto

Pimenta....................................Qb

Sal...........................................Qb

 

Preparação:

 

Primeiro lavam-se os pimentos retirando as sementes, cortam-se em tiras e reserva-se.

A seguir lava-se o alho porro, corta-se em rodelas e reserva-se também.

Numa frigideira leva-se o azeite a aquecer juntamente com o alho previamente fatiado.

Assim que o azeite começar a aquecer e sem deixar queimar o alho,  juntam-se os pimentos e deixam-se cozinhar um pouco, 4 ou 5 minutos, mexendo de vez em quando.

A seguir junta-se o alho porro e os restantes ingredientes e deixa-se cozinhar salteando de vez em quando.

Ficou uma delicia mas também é um bom acompanhamento tanto para carne como para peixe.

 

1.jpg

2.jpg

3.jpg

 É uma refeição para repetir...pelo menos enquanto houver pimentos e alho porro na horta!!!

 

 

 

 

 

 

publicado por Alex às 21:01
link | comentar | favorito

Molho de Tomate Picante

3 - Cópia.jpg

Este ano tive tanto tomate cereja na horta que mesmo depois de dar uma carrada dele a única forma de evitar que se estragasse foi transforma-lo em molho.

resolvi fazer 2 versões:

1 - Uma picante para mim

2 - Outra tipo ketchup picante (levou mais açúcar) para os garotos

 

Ingredientes:

 

Tomate

Alho

Piri piri

Orégãos/Manjericão

Vinagre

Açúcar

sal

 

Preparação:

Num liquidificador triturar o tomate juntamente com o alho, o piri-piri, e os orégãos.

Depois de tudo bem triturado leva-se ao lume junta-se o açúcar o sal e o vinagre mexendo de vez em quando.

Rectificam-se os temperos e deixa-se apurar.

Depois de frio transfere-se para os frascos.

1.jpg

2.jpg

3.jpg

Adoro picante!!!

 

 

publicado por Alex às 19:04
link | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Setembro 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
25
26
27
28
29
30

.posts recentes

. Estrela de Nutella

. Kebab de Cavala

. Francesinha de Bacalhau

. Pizza Pot Pie

. Burritos

. Chilli com Queijo & Nacho...

. Salteado de Polvo com Lar...

. Lombo de Porco com Presun...

. Massa Salteada

. Frango de Caril no Churra...

.arquivos

. Setembro 2019

. Setembro 2018

. Agosto 2018

. Março 2018

. Fevereiro 2018

. Setembro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2016

. Outubro 2016

. Junho 2016

. Março 2016

. Novembro 2015

. Agosto 2015

. Julho 2015

. Junho 2015

. Maio 2015

. Março 2015

. Fevereiro 2015

. Janeiro 2015

. Dezembro 2014

. Novembro 2014

. Outubro 2014

. Setembro 2014

. Agosto 2014

. Julho 2014

. Junho 2014

. Abril 2014

. Março 2014

. Fevereiro 2014

. Janeiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Novembro 2012

.tags

. abacate

. alcaparra

. alface

. alho

. alho porro

. ameijoa

. ananás

. anchova

. angola

. árabe

. arroz

. atum

. azeite

. azeitonas

. bacalhau

. banana

. batata

. batata frita

. batata palha

. baunilha

. bôla

. bolo

. bolonhesa

. brasa

. brocolos

. burrito

. cachorro

. camarão

. canela

. caril

. carne

. cavala

. cebola

. cerveja

. chapa

. chips

. chocolate

. chocos

. chop

. chouriço

. ciabatta

. côco

. coentros

. cogumelos

. colorau

. cominhos

. cordon bleu

. couve roxa

. crepes

. cúrcuma

. cuscuz

. destinatário

. doce

. esparguete

. especiarias

. espetada

. espinafre

. estrela

. feijão

. feijoada

. feta

. fiambre

. fish

. foccacia

. francesinha

. frango

. frita

. frittata

. fruta

. frutos secos

. gelado

. gelatina

. gengibre

. goji

. gorgonzola

. grão

. halloween

. hambúrguer

. huambo

. iogurte

. jamie

. jindungo

. kebab

. laranja

. lasanha

. limão

. linguiça

. lombo

. lulas

. maçã

. máhime

. malagueta

. marisco

. marshmallow

. massa

. massa quebrada

. matete

. mel

. melancia

. mensagem

. meruge

. mexilhão

. microondas

. milho

. mirtilo

. míscaros

. moamba

. morango

. mulher

. naan

. nachos

. nata

. natas

. noz

. nutella

. oliver

. omelete

. omolete

. oregãos

. ovo

. ovos

. paio

. palma

. panquecas

. pão

. paprika

. pasteis

. pastel

. penne

. pepino

. pescada

. picante

. pimentos

. piri-piri

. pita

. pizza

. polvo

. presunto

. privado

. puttanesca

. queijadas

. queijadinhas

. queijo

. quesadilhas

. quiabos

. raclette

. rebentos

. rebordo

. rei

. rissóis

. roquefort

. salgado

. salmão

. salsichas

. sapateira

. sardinha

. setas

. sírio

. soja

. sopa

. suey

. tagliatelle

. tarte

. tomate

. tomilho

. torradas

. torta

. wrap

. wraps

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds

Em destaque no SAPO Blogs
pub